A Fisioterapia Esportiva na construção de um Ironman

Em 1978, no Havaí, quando 15 homens se encontraram em busca de quem seria o melhor atleta entre nadadores, ciclistas e corredores, acredito que eles não podiam imaginar que estariam criando ali uma modalidade esportiva que iria virar hoje em dia um estilo de vida: o IRONMAN. As distâncias do Ironman surgiram de 3 grandes provas Havaianas: os 180km da volta ciclístisca ao redor de Oahu, a travessia de 3,8km de Waikiki e a maratona de Honolulu, de 42,195 Km. Hoje, é um dos desafios esportivos que mais crescem no mundo e com muitos adeptos no Brasil, o que coloca em destaque a Fisioterapia Esportiva na construção de um Ironman.

São, em média, de quatro a cinco meses de treinos específicos para fazer uma prova de Ironman. Uma dedicação muito grande para qualquer pessoa. E uma demanda alta de treinos requer um preparo grande. Fisioterapia, preparação física, nutrição, médicos e treinadores tem que estar todos muito alinhados para cuidar desse atleta de uma maneira global, sempre com foco nas três modalidades. Em provas de longa duração énecessário cuidar do corpo, mas émuito importante também cuidar da mente.

 

 Construção de um Ironman

Quando um triatleta decide fazer uma prova de Ironman, na maioria das vezes, sabe dos desafios que vai enfrentar e estádeterminado a passar por tudo para cruzar a linha de chegada. Isso ajuda muito no processo de construção desses atletas.

Além de passar várias horas treinando as três modalidades, ainda tem fisioterapia, treinamento de força, nutrição e sessões de massagem.

A fisioterapia tem como objetivo, na maioria das vezes, trabalhar de forma preventiva, cuidando de todas demandas músculo esqueléticas que envolvem as três modalidades e também aliviando dores que sempre aparecem devido a carga elevada de treinos. A comunicação com o treinador éum ponto fundamental, pois éele quem define as cargas de treinos. Algumas vezes, é preciso reduzir um treino ou outro em função do desagaste físico.

Já a preparação física tem o objetivo de deixar o atleta mais forte para suportar esses treinos pesados. Saber das demandas físicas que envolvem as três modalidades éum ponto fundamental. Cada uma tem sua especificidade. Ao montar um treino para esse atleta, temos que levar em consideração isso e também tomar cuidado para não exceder a carga de exercícios. A preparação física e fisioterápica trabalham diariamente em conjunto para ajustar pontos de cada treino do atleta.

A integração entre os profissionais que trabalham nesse processo éfundamental, não somente entre fisioterapia e preparação física. Quanto maior a sintonia entre a equipe, melhores são os resultados com o atleta.

 



Desafios da Fisioterapia Esportiva

Os desafios da fisioterapia iniciam por se tratar de três modalidades esportivas com demandas totalmente diferente entre elas. Esse atleta no geral sofre com cargas em quase todas articulações do corpo. Os membros superiores são bem desgastados durante a natação e os membros inferiores sofrem na bike e corrida.

A fisioterapia preventiva tem que fazer um trabalho que envolva todas essas estruturas. Em média um atleta treina por semana 10km de natação, 300km de ciclismo e 70km de corrida, ou seja, o desgaste égrande e a fisioterapia preventiva não pode aumentar essa carga total.

É preciso trabalhar pautado na história clínica desse atleta e na avaliação diária de como ele está naquele dia. Encontrar esse equilíbrio éuma das chaves do trabalho.