Qual a melhor estratégia para se recuperar?

Um dos grandes tópicos pesquisados pelos profissionais da saúde no esporte de alto rendimento/amador ou nos consultórios são as principais estratégias de recuperação para o atleta/paciente. São várias as técnicas utilizadas para se obter resultados mais rápidos e eficazes, dentre elas a massagem, crioimersão, liberação miofascial, entre outras.

 

Com qual frequência você utiliza e orienta esses métodos de recovery na sua prática clinica ou no seu dia-a-dia? E qual melhor método a ser utilizado?

As últimas pesquisas demonstram alguns métodos mais eficientes em prol de outros. Abaixo, seguem três estratégias muito utilizadas atualmente e seus reais resultados como forma de recovery.

– Massagem: a mais antiga técnica de recovery, excelente técnica e recomendada para dor muscular tardia, fadiga muscular, melhora do fluxo sanguíneo. Além disso, o tempo de remoção do lactato produzido na atividade reduz em relação às demais estratégias. O tempo de aplicação pode variar entre 10 a 30 minutos. Você pode, inclusive, potencializar a massagem com o uso de cremes e óleos com efeitos terapêuticos.

– Liberação miofascial: pode ser realizado manualmente, com instrumentos específicos ou com bolinhas e rolos. É um método fácil, pode ser feita pelo próprio paciente também de forma ativa, garantindo independência do paciente/atleta. O seu efeito agudo propicia alteração na viscoelasticidade dos fluidos da fáscia, além de efeitos neurofisiológicos duradouros.

– Crioimersão: tem como objetivo reduzir a dor, processo inflamatório e auxiliar a recuperação muscular após atividade. É necessário controlar a temperatura entre 10ºC e 15ºC e o tempo de duração, 1oC por minuto. Na literatura, observa-se o melhor desfecho para dor muscular tardia em 24h após atividade física.

A recuperação pós-exercício consiste em restaurar os sistemas do corpo a sua condição basal, proporcionando equilíbrio e prevenindo a instalação de lesões. É essencial em todo programa de condicionamento físico, em quaisquer níveis de desempenho, principalmente no alto rendimento.

 

 

Conhecer e conversar com seu paciente/atleta para saber qual é a sua demanda e suas expectativas são os primeiros e mais importantes passos para escolher o método mais eficiente e alcançar resultados máximos e bem estar do seu paciente/atleta.